Quando? Como? Onde? Por quê?

Um dia alguém me disse: “Porque você não começa um blog de moda? Você se veste com criatividade e bom gosto e você gosta tanto disso.”

Há algum tempo atrás eu teria rido, dito que isso nunca funcionaria, mas mais recentemente eu comecei a acreditar que, sim, tenho algo a contribuir. Minha proposta é fazer algo levemente diferente dos outros blogs de moda. Eu quero passar a minha visão.
Mas – você se pergunta – Domi, e porque diabos você acha que a sua visão é diferente das outras blogueiras?

Em que você acha que pode contribuir para uma cena que já aparenta estar estabelecida, se não saturada?

Meu objetivo é trazer um enfoque mais “pé no chão” – mais a minha cara. Eu acredito na moda como uma forma de arte, de expressão. De fato, eu acredito que o vestir-se é uma das formas de expressão mais interessantes que existem. Por mais que as pessoas gostem de dizer que é algo fútil, as evidências estão por todos os cantos gritando que, não, não tem nada de fútil.

É óbvio que existem questões bem maiores a serem discutidas – sempre haverão – mas esta é a contribuição que eu posso dar. De comunicação eu entendo, também não faço feio quando o assunto é arte e certamente gosto de pensar a posição da mulher na sociedade. Sim, esse é um blog direcionado essencialmente ao público feminino, seja ele cis ou trans.

Moda é coisa de mulher? NÃO. Moda é coisa de ser humano, de sociedade. É coisa de todo mundo. Mesmo quem não se preocupa muito com o que veste, sempre tende a interpretar o que vê no corpo dos outros.

Esse espaço não é só pra dizer como usar, é para pensar o porquê de usar.

Eu quero que as pessoas – especialmente as mulheres – encontrem aqui um espaço que lhes estimule a dar vazão à criatividade, a brincar com a estética, a desafiar o lugar comum, a ousar a usar.

Eu espero ser bem sucedida. 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *